expand/collapse risk warning

CFDs apresentam um elevado risco de perda rápida de capital devido à alavancagem. 71% das contas perdem dinheiro ao operar CFDs com este fornecedor. Compreenda os CFDs e avalie o seu risco.

Os CFDs são instrumentos complexos e apresentam um alto risco de perda rápida de dinheiro devido à alavancagem. 71% das contas de investidores de varejo perdem dinheiro ao negociar CFDs com este fornecedor. Você deve levar em conta sua compreensão de como funcionam os CFDs e se pode correr o alto risco de perder seu dinheiro.

71% of retail investor accounts lose money when trading CFDs with this provider.

Termos de Negociação

Swap na negociação: o que são e como funcionam?

Troque na imagem de negociação: duas mãos segurando dinheiro contra um fundo azul, representando uma transação financeira envolvendo troca de fluxos de caixa.

Você é um trader querendo sacudir sua estratégia de gerenciamento de risco? Swaps pode ser apenas a solução para você. Mas o que realmente são swaps na negociação e como eles funcionam?

Os swaps podem parecer complicados no começo, mas com este guia, detalharemos todas as informações que os traders precisam para entender essas ferramentas essenciais e incorporá-las em suas estratégias de negociação. Desde se familiarizar com os fundamentos dos swaps até se familiarizar com os diferentes tipos de contratos de swap - você terá uma visão geral precisa do que esta ferramenta é capaz e como ela pode ajudar os mercados financeiros a se tornarem mais eficientes. Prepare-se para um mergulho profundo - vamos começar!

O que é um swap na negociação: definição

Um swap na negociação é um acordo exclusivo entre duas partes para trocar fluxos de caixa com base em um ativo ou índice subjacente. Os termos do contrato de swap geralmente especificam a frequência e o valor dos fluxos de caixa a serem trocados, bem como o instrumento financeiro subjacente ou a taxa de referência usada para calcular os fluxos de caixa.

Os swaps podem variar em complexidade, dependendo de como o contrato está estruturado, mas, em última análise, uma das partes concorda em receber ou pagar uma série de fluxos de caixa predeterminados ao longo do tempo, dependendo do desempenho do ativo ou índice subjacente. Como resultado, os swaps fornecem aos investidores maior flexibilidade financeira e acesso a estratégias de negociação sofisticadas.

Pronto para embarcar na sua jornada de negociação de CFD?

Não espere, explore nosso guia detalhado hoje mesmo!

Inscrever-se

Tipos de swaps em finanças

Em finanças, há uma infinidade de tipos diferentes de swaps, cada um oferecendo uma abordagem única quando se trata de acessar novos recursos ou reduzir riscos.

  • Swaps de taxas de juros oferecem uma oportunidade de corrigir os custos de empréstimos de longo prazo e reduzir as flutuações gerais do mercado, enquanto os swaps de dívida e patrimônio permitem que as empresas obtenham liquidez adicional convertendo dívida pendente em patrimônio.
  • Swaps de moeda envolvem a troca de fluxos de caixa em diferentes moedas, geralmente para gerenciar o risco cambial para negócios ou investidores internacionais.
  • Swaps de commodities também representam uma ótima ferramenta para gerenciar a volatilidade de certos preços de mercadorias
  • Credit default swaps envolvem a troca de fluxos de caixa com base na ocorrência de um evento de crédito, como inadimplência ou falência, para uma determinada entidade de referência, como uma empresa ou governo soberano.
  • Swaps de retorno total envolvem a troca do retorno total de um ativo financeiro, como uma ação ou título, entre duas partes.
  • Swaps de ações envolvem a troca de fluxos de caixa com base no desempenho de uma ação índice ou uma ação específica.

Claro, deve-se sempre considerar os prós e os contras antes de tomar qualquer ação. Restrições variadas, altos custos de transação e aspectos legais complexos são algumas das desvantagens de usar esses métodos de negociação.

Como executar um swap na negociação? Um guia passo a passo

Identificando as partes envolvidas
As partes envolvidas no swap são normalmente um comprador e um vendedor. O comprador concorda em receber um fluxo de caixa com base em uma determinada taxa de referência ou instrumento financeiro, enquanto o vendedor concorda em pagar um fluxo de caixa com base em mesma taxa de referência ou instrumento financeiro.
Negociando os termos
As partes devem negociar os termos específicos do swap, incluindo o valor nocional, a frequência dos fluxos de caixa, a taxa de referência subjacente ou instrumento financeiro e quaisquer outros detalhes relevantes. Esses termos são normalmente estabelecidos em um contrato de troca.
Execução do contrato de permuta
Uma vez que as partes tenham concordado com os termos, elas assinam o contrato de swap e trocam qualquer garantia necessária.
Acompanhamento dos fluxos de caixa
Durante a vigência do swap, as partes devem acompanhar os fluxos de caixa e garantir que sejam pagos e recebidos de acordo com os termos do contrato de swap.
Resolvendo a troca
No final do prazo do swap, as partes liquidam o swap trocando os fluxos de caixa finais com base nos termos do contrato de swap.

Os swaps podem ser executados no mercado de balcão (OTC) ou em bolsas organizadas. Os swaps OTC são normalmente personalizados para atender às necessidades específicas das partes, enquanto os swaps negociados em bolsa são contratos padronizados que podem ser facilmente negociados na bolsa.

Armadilhas comuns a serem evitadas ao fazer swaps na negociação

A negociação de swap pode ser lucrativa se for feita com cuidado, mas é importante observar as possíveis armadilhas que podem causar erros dispendiosos.

Um dos erros mais comuns a evitar ao trocar na negociação é não avaliar adequadamente se um dos pares envolvidos está supervalorizado ou subvalorizado; uma decisão infundada pode levar a uma relação desigual e a um resultado desfavorável.

Além disso, outro movimento falso ao negociar swaps é não levar em consideração influências externas inesperadas; pense em tendências econômicas e taxas de inflação, já que elas têm o potencial de impactar significativamente as avaliações de swap. Estar ciente de quais impactos sua negociação irá ajudá-lo a tomar decisões mais informadas ao executar swaps.

Os swaps são regulamentados?

Os investidores geralmente ficam curiosos se os swaps são regulamentados no mercado financeiro, e a resposta para isso é um sonoro sim. Para limitar o risco, os órgãos reguladores, como a CySEC, estabelecem uma estrutura de regras e diretrizes que devem ser atendidas para que uma troca ocorra.

Ao aderir aos seus regulamentos, essas organizações garantem a segurança de partes conhecidas e desconhecidas envolvidas no processo de negociação, protegendo-as de possíveis fraudes ou golpes decorrentes de swaps não regulamentados.

Embora geralmente haja um elemento de risco em qualquer tipo de transação financeira, com a compreensão dos regulamentos estabelecidos por instituições como a CySEC, os investidores podem ficar tranquilos sabendo que quaisquer perdas potenciais associadas aos swaps foram minimizadas.

Em suma, os swaps são instrumentos financeiros utilizados na negociação para trocar fluxos de caixa entre duas partes com base em uma taxa de referência ou instrumento financeiro. Existem vários tipos de swaps, incluindo swaps de taxa de juros, swaps de moeda, swaps de commodities, swaps de inadimplência de crédito, swaps de retorno total e swaps de ações.

Os swaps são utilizados para administrar riscos financeiros, como risco de taxa de juros ou risco cambial, e também para fins de especulação ou investimento. É importante entender os swaps e seus diversos tipos, pois são instrumentos financeiros complexos que exigem alto nível de expertise e conhecimento dos mercados financeiros. Compreender os swaps pode ajudar investidores e traders a gerenciar riscos financeiros e tomar decisões de investimento informadas.

Melhor corretora de CFD para day trading

Especule sobre o movimento de preços de mais de 1.200 instrumentos de CFD, incluindo mais de 60 criptomoedas, ações, commodities, forex e muito mais com Skilling, corretora de CFD premiada globalmente em 2023.

  • Execução rápida
  • Confiabilidade
  • Baixo custo

Saber mais

Perguntas frequentes

1. O que é um swap na negociação?

Um swap em negociação é um contrato de derivativos por meio do qual duas partes trocam instrumentos financeiros, muitas vezes para cobrir riscos ou obter exposição a diferentes tipos de ativos ou mercados.

2. Quais são os tipos de swaps em finanças?

Os tipos mais comuns de swaps são swaps de taxas de juros, swaps de moeda, swaps de commodities e swaps de inadimplência de crédito. Cada um serve a propósitos diferentes e envolve diferentes tipos de ativos.

3. Como você executa um swap na negociação?

A execução de um swap envolve a celebração de um acordo com outra parte onde os termos do swap estão claramente definidos, como o tipo de swap, os ativos envolvidos e a duração do swap.

4. Por que os swaps são usados na negociação?

Os swaps são utilizados para gerir riscos, especular sobre movimentos futuros do mercado ou alterar o tipo ou duração da exposição sem ter que comprar ou vender o ativo subjacente.

5. Os swaps são arriscados?

Como qualquer instrumento financeiro, os swaps apresentam riscos. O principal risco é que a outra parte não cumpra as suas obrigações contratuais. Outros riscos incluem riscos de mercado, de liquidez e legais.

6. Como os swaps são avaliados?

Os swaps são geralmente avaliados pelo valor presente líquido (VPL). Isto envolve o cálculo do valor presente dos fluxos de caixa futuros esperados do swap.

7. Qualquer pessoa pode negociar swaps?

Embora teoricamente qualquer pessoa possa negociar swaps, na prática, eles são utilizados principalmente por instituições financeiras e grandes corporações devido à sua complexidade e ao alto nível de gestão de risco exigido.

Não é um conselho de investimento. Desempenho passado não garante ou prevê desempenho futuro.