expand/collapse risk warning

CFDs apresentam um elevado risco de perda rápida de capital devido à alavancagem. 71% das contas perdem dinheiro ao operar CFDs com este fornecedor. Compreenda os CFDs e avalie o seu risco.

Os CFDs são instrumentos complexos e apresentam um alto risco de perda rápida de dinheiro devido à alavancagem. 71% das contas de investidores de varejo perdem dinheiro ao negociar CFDs com este fornecedor. Você deve levar em conta sua compreensão de como funcionam os CFDs e se pode correr o alto risco de perder seu dinheiro.

71% of retail investor accounts lose money when trading CFDs with this provider.

Estratégias de Negociação

O que é commodities e como negociá-las

What are commodities image representation with commodities trading in the middle of wall street

O que é commodities?

Commodities são matérias-primas ou produtos agrícolas primários que são comercializados em grandes quantidades. Eles são uma parte vital de nossa vida cotidiana, pois os usamos para construir os blocos básicos da economia global.

Por exemplo, petróleo bruto é usado para produzir gasolina, diesel e outros produtos derivados do petróleo. Ouro e outros metais são usados na fabricação de eletrônicos e joias, enquanto commodities agrícolas como café e cacau são usados para produzir alimentos e bebidas.

Seu valor é determinado por fatores oferta e demanda e podem ser afetados por vários eventos econômicos, geopolíticos e relacionados ao clima. Os preços das commodities podem ser voláteis, e as flutuações podem ter um impacto significativo nas indústrias e economias em todo o mundo.

A negociação desses ativos tornou-se uma forma cada vez mais popular de investir. Ele oferece uma oportunidade para os investidores se beneficiarem dos movimentos de preços desses bens essenciais.

Tipos de mercadorias

As commodities são divididas principalmente em Hard Commodities que são recursos naturais extraídos da terra e Soft Commodities que são principalmente produtos agrícolas.

Outra maneira de categorizá-los é por seu estado: Commodities são materiais não processados, enquanto Commodities Processadas são recursos brutos que foram transformados por meio de processos industriais.

Para entender melhor as diferenças, vamos compará-las em duas tabelas:

Commodities Duras Commodities suaves
Exemplos Ouro, Prata, Petróleo milho, trigo, café
Preço Alta volatilidade Menos volátil
Fornecimento Limitado Abundante
Demanda Industrial e tecnológico. Alimentos e bebidas

vs

Commodities Brutas Commodities Processadas
Exemplos Petróleo Bruto, Minério de Ferro Gasolina, Açúcar refinado
Preço Alta volatilidade Menos volátil
Fornecimento Sujeito a flutuações de oferta e demanda Mais estável
Demanda Industrial e energia Bens de consumo e alimentos

Ao compreender as características das commodities, os investidores podem tomar decisões informadas sobre como incorporá-las em seus portfólios.

Entendendo os mercados de commodities

Os mercados de commodities são uma parte crucial da economia global e entender como eles funcionam é essencial para quem deseja investir.

Eles são normalmente divididos em duas categorias principais:

  • Spot market: as commodities são compradas e vendidas para entrega imediata
  • Mercado futuro: as commodities são compradas e vendidas para entrega em uma data futura

Esse segundo tipo de mercado é a principal forma de negociação desses recursos. Compradores e vendedores concordam com um preço para a mercadoria em uma data futura. Esse valor é determinado pela oferta e demanda, bem como por outros fatores de mercado, como padrões climáticos e eventos geopolíticos.

Os futuros são essenciais para os produtores e consumidores de commodities, pois permitem que eles façam hedge contra a volatilidade de preços e planejem para futuras necessidades de oferta e demanda.

Outro fator crítico a ser considerado é o papel das bolsas de mercadorias. Eles são onde as commodities são negociadas e fornecem uma plataforma para compradores e vendedores interagirem. Algumas das bolsas de mercadorias mais conhecidas incluem a New York Mercantile Exchange (NYMEX) e a Chicago Mercantile Exchange (CME).

Entender os mercados de commodities é essencial para quem quer investir nesses bens. Ao ficar de olho nas tendências do mercado, os investidores podem tomar decisões informadas sobre quando e como comprar e vender commodities.

Fatores que afetam os preços das commodities

Os preços das commodities podem ser afetados por uma série de fatores, tanto internos quanto externos ao mercado.

Oferta e demanda
Um dos fatores mais significativos que afetam os preços das commodities é a oferta e a demanda. Se a demanda por um determinado bem aumentar enquanto a oferta permanecer constante, os preços normalmente aumentarão. Por outro lado, se a oferta aumentar enquanto a demanda permanecer constante, os preços normalmente cairão .
Especulação
Outro elemento crítico que afeta os preços desses recursos é a especulação. Os especuladores são investidores que compram e vendem commodities com o objetivo de obter lucro com base nos movimentos de preços antecipados. Eles podem ter um impacto significativo, pois suas ações podem influenciar a oferta e demanda e fazer com que os preços subam ou caiam.
Padrões climáticos
Os padrões climáticos também podem ter um impacto significativo. Secas, inundações e outros desastres naturais podem interromper a produção agrícola, fazendo com que os preços de safras como trigo, milho e soja subam. Da mesma forma, furacões e outros eventos climáticos severos podem interromper a produção e o transporte de petróleo, fazendo com que os preços subam.
Eventos geopolíticos
Eventos geopolíticos também podem afetar os preços das commodities. A instabilidade política nos principais países produtores de petróleo, por exemplo, pode interromper a produção de petróleo e fazer com que os preços subam. reduzindo a demanda.
Avanços tecnológicos
Finalmente, os avanços tecnológicos também podem afetar o comércio desses bens. Por exemplo, os avanços na tecnologia de fracking possibilitaram a extração de petróleo e gás de locais antes inacessíveis, o que aumentou a oferta e causou a queda dos preços.

Ao entender esses fatores e manter-se informado sobre os eventos globais, os investidores podem decidir quando e como comprar e vender.

A relação entre as commodities e a economia

A relação entre as commodities e a economia é complexa e multifacetada. Esses bens são um componente crítico da economia global e suas flutuações podem ter um impacto significativo no crescimento e desenvolvimento.

Uma maneira pela qual esses ativos afetam a economia é por meio de seu impacto na inflação. Quando os preços sobem, o custo de produção de bens e serviços aumenta, o que pode levar a preços mais altos para os consumidores. Isso pode, por sua vez, levar a taxas de inflação mais altas e reduzir o poder de compra dos consumidores.

Além disso, as flutuações nos preços das matérias-primas podem afetar os mercados financeiros. Muitas commodities são negociadas em bolsas, e mudanças na oferta e na demanda podem levar a flutuações nos preços que podem impactar o mercado como um todo.

Por exemplo, se o preço do petróleo aumentar, isso pode levar a custos mais altos para as empresas que dependem dele para produção ou transporte, o que pode, por sua vez, impactar sua lucratividade e preços de ações.

A relação entre as commodities e a economia também é afetada pelas condições globais. Durante períodos de crescimento, a demanda por esses materiais tende a aumentar à medida que as empresas aumentam a produção e os consumidores aumentam seus gastos. Por outro lado, em tempos de recessão econômica, a demanda por matérias-primas tende a diminuir à medida que as empresas reduzem a produção e os consumidores apertam os cintos.

Compreender esses fatores é fundamental para investidores e comerciantes que buscam lucrar com os mercados de commodities, bem como para os formuladores de políticas que desejam promover o crescimento econômico e a estabilidade.

Por que negociar commodities?

A negociação de commodities tornou-se cada vez mais popular entre investidores e traders ao longo dos anos, e há várias razões para isso:

As commodities oferecem benefícios de diversificação a um portfólio. Como esses bens nem sempre estão correlacionados com outros ativos financeiros, como ações e títulos, eles podem fornecer uma proteção contra a volatilidade do mercado e a inflação.

Eles oferecem um potencial de lucro. Embora existam riscos envolvidos em qualquer investimento, as flutuações nos preços das commodities podem oferecer oportunidades para os comerciantes obterem lucro comprando na baixa e vendendo na alta. Além disso, esses mercados costumam ser mais estáveis e previsíveis do que outros mercados financeiros, tornando mais fácil analisá-los e negociá-los.

As commodities também oferecem valor tangível, o que significa que não estão sujeitas aos mesmos riscos que os instrumentos financeiros cujo valor deriva dos ativos subjacentes.

Por exemplo, os estoques podem ser afetados por fatores como o desempenho da empresa ou o sentimento do mercado, enquanto os materiais têm um valor físico vinculado a fatores de oferta e demanda.

Comercializá-los pode fornecer exposição a vários setores da economia.

Por exemplo, investir em commodities agrícolas pode oferecer exposição a esse setor, enquanto investir em matérias-primas pode oferecer exposição ao setor de energia.

O comércio desses bens pode oferecer vários benefícios. No entanto, é importante fazer uma pesquisa completa e entender os riscos envolvidos antes de investir em commodities.

Capitalize a volatilidade nos mercados de commodities

Tome uma posição sobre os preços das commodities em movimento. Nunca perca uma oportunidade.

Inscrever-se

Como negociar commodities

Negociar commodities pode ser uma oportunidade de investimento lucrativa, mas requer conhecimento, experiência e habilidade para ter sucesso. Aqui estão algumas etapas para ajudá-lo a começar:

  • Pesquise a mercadoria que deseja negociar. Antes de negociar qualquer tipo de bem, você deve entender seus fundamentos, como oferta e demanda, tendências de mercado e movimentos de preços. Você também deve pesquisar os fatores geopolíticos e econômicos que podem afetar seu valor.
  • Escolha uma plataforma de negociação. Existem muitas plataformas de negociação online disponíveis que permitem que você invista em commodities. Procure um respeitável que ofereça taxas baixas, uma interface amigável e acesso aos mercados de seu interesse.
  • Abra uma conta. Depois de selecionar uma plataforma, você precisará abrir uma conta. Isso normalmente envolve preencher um formulário, fornecer identificação e financiar sua conta com um depósito.
  • Desenvolva uma estratégia de negociação. Ele descreve sua abordagem de compra e venda, incluindo pontos de entrada e saída, gerenciamento de risco e metas de lucro. Sua estratégia deve ser baseada em sua pesquisa e análise da commodity e dos mercados em que ela é negociada.
  • Monitorar os mercados. As commodities são altamente voláteis e podem flutuar rapidamente. Para ter sucesso, você deve monitorar os mercados de perto, manter-se informado sobre notícias e eventos que podem afetar os preços e estar preparado para ajustar sua estratégia de acordo.
  • Pratique com uma conta de demonstração. Muitas plataformas de negociação oferecem contas de demonstração que permitem que você pratique a negociação de commodities sem arriscar dinheiro real. Esta é uma ótima maneira de testar sua estratégia, aprender como os mercados funcionam e ganhar confiança antes de negociar com dinheiro real.

Lembre-se de que a negociação de commodities pode ser complexa e arriscada, mas com uma sólida compreensão dos mercados e um plano de negociação bem definido, também pode ser uma experiência gratificante. Continue aprendendo, mantenha-se informado e sempre gerencie seus riscos com eficácia. Boa sorte em sua jornada de negociação de commodities!

Não é um conselho de investimento. Desempenho passado não garante ou prevê desempenho futuro.