expand/collapse risk warning

O trading de produtos financeiros com alavancagem apresenta um alto risco e não é adequada para todos os investidores. Entenda os CFDs e avalie sua tolerância ao risco.

Negociar produtos financeiros com margem envolve um alto grau de risco e não é indicado para todos os investidores. Certifique-se de compreender totalmente os riscos e de tomar o devido cuidado para gerenciá-los.

Your capital is at risk.

Trading Terms

Oferta Pública de Compra (OPA): Guia completo para traders

Multidão em frente a diversas telas, possivelmente para uma Oferta Pública de Compra (OPA).

  A Oferta Pública de Compra (OPA) é como um jogo de xadrez corporativo de alto risco. Imagine uma corporação poderosa conspirando estrategicamente para conquistar outra empresa. Nesta batalha emocionante, o predador estende publicamente os seus braços para capturar a presa, oferecendo-se para comprar as suas ações aos acionistas existentes. O predador espera controlar o destino do alvo, como um leão que olha para uma suculenta gazela. Mas espere, tem mais! Existem diferentes tipos de ofertas públicas de aquisição, como amigáveis ​​ou hostis, adicionando suspense ao drama. Para os traders, uma OPA traz oportunidades e riscos, como andar numa montanha-russa de lucros ou perdas potenciais. Mas do que se trata realmente?

O que é uma oferta pública de compra?

Uma oferta pública de compra (OPA), também conhecida como oferta pública de aquisição ou oferta pública de aquisição, é uma proposta feita por uma empresa para adquirir as ações em circulação de outra empresa com capital aberto em uma bolsa de valores. É uma oferta formal feita aos acionistas da empresa-alvo, dando-lhes a oportunidade de vender as suas ações a um preço determinado e num prazo pré-determinado. O objetivo de uma oferta pública de compra é normalmente obter o controle ou uma participação significativa na empresa-alvo, permitindo que a empresa adquirente influencie suas operações e processos de tomada de decisão. A oferta pode ser amigável, ou seja, apoiada pela administração e conselho da empresa-alvo, ou hostil, onde a administração e o conselho da empresa-alvo podem resistir à aquisição (você aprenderá mais sobre isso logo abaixo). Mas primeiro, como isso funciona?

Como funciona uma oferta pública de compra?

Uma Oferta Pública de Compra (OPA), ou oferta pública, normalmente segue um processo específico. Aqui está uma visão geral de como funciona:

Etapa 1: intenção e anúncio:

A empresa adquirente expressa sua intenção de adquirir publicamente a empresa-alvo. Esse anúncio normalmente é feito por meio de um comunicado à imprensa ou de uma comunicação formal ao conselho da empresa-alvo, aos acionistas e às autoridades reguladoras. A oferta pode ser amigável ou hostil, dependendo do apoio da administração da empresa-alvo.

Etapa 2: Termos da oferta:

A empresa adquirente prepara os termos da oferta, incluindo o preço que está disposta a pagar por ação e quaisquer condições ou requisitos adicionais. Esses termos são detalhados em documento formal de oferta que é submetido às autoridades reguladoras e enviado aos acionistas da empresa-alvo.

Etapa 3: Aprovação regulatória:

Antes de a oferta poder prosseguir, deverá ser revista e aprovada pelas autoridades reguladoras relevantes para garantir a conformidade com os regulamentos aplicáveis ​​e proteger os interesses dos acionistas. As autoridades avaliam os termos da oferta, os recursos financeiros da empresa adquirente e a justiça da oferta.

Etapa 4: Período da oferta:

Assim que a oferta for aprovada, ela será anunciada e o período da oferta terá início. O período da oferta é o período durante o qual os acionistas da empresa-alvo podem decidir se aceitam ou rejeitam a oferta. Este período normalmente dura várias semanas para permitir que os acionistas tenham tempo suficiente para considerar a oferta.

Passo 5: Divulgação e informação:

A empresa adquirente é obrigada a fornecer informações abrangentes sobre a oferta, incluindo a justificativa por trás da aquisição, os planos futuros da empresa adquirente para a empresa-alvo e qualquer impacto potencial sobre funcionários, administração e acionistas.

Etapa 6: Resposta dos acionistas:

Durante o período da oferta, os acionistas têm a oportunidade de avaliar a oferta e decidir se oferecem as suas ações. Eles podem aceitar a oferta e vender suas ações à empresa adquirente ou rejeitar a oferta e manter sua propriedade.

Etapa 7: Limite mínimo de aceitação:

A empresa adquirente pode definir um limite mínimo de aceitação, que é o número ou percentual mínimo de ações que precisam ser ofertadas para que a oferta seja bem-sucedida. Se este limite não for atingido, a oferta poderá ser encerrada.

Etapa 8: Liquidação e pagamento:

Se o limite mínimo de aceitação for atingido, a empresa adquirente prossegue com o processo de liquidação. Isto envolve a transferência de ações dos acionistas da empresa-alvo para a empresa adquirente, normalmente em troca do preço de oferta. A empresa adquirente efetua então os pagamentos necessários aos acionistas proponentes.

Etapa 9: Ações pós-oferta:

Após a conclusão da oferta, a empresa adquirente assume a propriedade das ações ofertadas e poderá prosseguir com planos de integração, como reestruturações, mudanças de gestão ou decisões estratégicas, dependendo dos objetivos da aquisição.

É importante observar que os detalhes específicos e os requisitos legais de uma Oferta Pública de Compra podem variar dependendo da jurisdição e dos regulamentos aplicáveis. O processo descrito acima fornece uma visão geral de como funciona uma oferta pública típica.

Diferentes tipos de ofertas públicas de aquisição

Existem diferentes tipos de ofertas públicas de aquisição, cada uma caracterizada pela abordagem e intenções da empresa adquirente. Mas os dois mais comuns são:

  •   Aquisição amigável: Em uma oferta pública de aquisição amigável, a empresa adquirente aborda a administração e o conselho de administração da empresa-alvo com uma proposta de aquisição da empresa. A administração da empresa-alvo apoia a aquisição e pode negociar e cooperar com a empresa adquirente para facilitar a transação. Os termos da aquisição são geralmente acordados por consentimento mútuo.
  •   Aquisição hostil: Uma oferta pública de aquisição hostil ocorre quando a empresa adquirente faz uma oferta aos acionistas da empresa-alvo sem o apoio ou consentimento da administração da empresa-alvo. A empresa adquirente aborda diretamente os acionistas, contornando a administração e o conselho. As aquisições hostis são muitas vezes vistas como não solicitadas e podem encontrar resistência por parte da administração da empresa-alvo. Podem empregar medidas defensivas, como implementar pílulas venenosas ou procurar compradores alternativos para impedir a aquisição.
Experimente a plataforma premiada da Skilling
Experimente qualquer uma das plataformas de negociação da Skilling no dispositivo de sua escolha na web, Android ou iOS.
Inscrever-se

Vantagens e desvantagens de uma oferta pública de aquisição para comerciantes

Uma oferta pública de aquisição pode ter vantagens e desvantagens para traders, dependendo de sua posição e estratégia de investimento. Aqui estão algumas vantagens e desvantagens potenciais:

Vantagens Desvantagens
Potencial de lucros: Uma oferta pública de aquisição bem-sucedida pode levar a um aumento significativo no preço das ações da empresa-alvo. Os traders que possuem ações da empresa-alvo antes do anúncio da oferta podem se beneficiar da valorização do preço, gerando potencialmente lucros se venderem suas ações por um preço mais elevado. Incerteza e volatilidade:  As ofertas públicas de aquisição introduzem um nível de incerteza e volatilidade no mercado. Os preços das ações da empresa-alvo podem sofrer flutuações significativas à medida que os participantes do mercado reagem à oferta, tornando mais difícil prever os movimentos de preços de curto prazo e aumentando potencialmente os riscos comerciais.
Maior liquidez:  As ofertas públicas de aquisição geralmente geram maior atividade comercial e aumento liquidez no mercado. Isto pode apresentar oportunidades de negociação para traders de curto prazo que procuram capitalizar os movimentos de preços e a volatilidade durante o processo de licitação. Risco de tempo e execução: Os traders precisam cronometrar cuidadosamente seus pontos de entrada e saída durante uma oferta pública de aquisição. Se a licitação falhar ou enfrentar obstáculos regulatórios, o preço das ações da empresa-alvo poderá cair, resultando em perdas potenciais para os traders que entraram na negociação com base na expectativa de uma aquisição bem-sucedida.
Oportunidades de arbitragem: Os traders especializados em arbitragem de fusões podem tirar vantagem das discrepâncias de preço entre o preço da oferta e o preço de mercado atual das ações da empresa-alvo. Podem comprar ações a um preço de mercado mais baixo e tentar lucrar com a convergência de preços à medida que a oferta avança. Fatores regulatórios e legais: As ofertas públicas de aquisição estão sujeitas a aprovações regulatórias e considerações legais. Atrasos ou rejeições por parte das autoridades reguladoras podem afetar a conclusão da oferta e afetar negativamente o preço das ações. Os traders precisam de considerar o impacto potencial destes fatores nas suas posições comerciais.
Oportunidades de negociação limitadas: Embora as ofertas públicas de aquisição possam criar oportunidades de negociação, elas podem ser limitadas a um período de tempo específico e podem não estar alinhadas com as estratégias ou preferências de negociação de todos os traders. Os traders que preferem posições de longo prazo ou que não estão ativos no mercado durante o período de oferta podem não encontrar vantagens comerciais significativas nestas situações.

Conclusão

À medida que o panorama das fusões e aquisições continua a evoluir, os traders que desenvolvam uma compreensão abrangente das OPAs estarão mais bem equipados para identificar potenciais oportunidades de negociação, navegar pelos riscos associados e tomar decisões informadas durante estes eventos transformadores do mercado . Além disso, é crucial que os traders definam os seus objetivos de investimento, tolerância ao risco e estratégias de negociação preferidas no contexto de ofertas públicas de aquisição. Isso permitirá que eles tomem decisões bem informadas e alinhadas com seus estilos de negociação e objetivos individuais.

Perguntas frequentes

1. O que é uma Oferta Pública de Aquisição (OPA)?

Uma Oferta Pública de Compra, ou OPA, refere-se a uma proposta feita por uma empresa para adquirir as ações em circulação de outra empresa com capital aberto em bolsa de valores. Permite que a empresa adquirente obtenha o controle ou uma participação significativa na empresa-alvo.

2. Como funciona uma Oferta Pública de Compra?

Uma oferta pública de compra normalmente envolve a empresa adquirente fazendo uma oferta formal aos acionistas da empresa-alvo, especificando o preço e outras condições. Os acionistas podem optar por aceitar ou rejeitar a oferta dentro de um prazo pré-determinado. Caso a oferta seja aceita por um número suficiente de acionistas, a empresa adquirente dá continuidade ao processo de aquisição.

3. Qual é a diferença entre uma oferta pública de aquisição amigável e uma oferta hostil?

Em uma oferta pública de aquisição amigável, a empresa adquirente aborda a administração da empresa-alvo com uma proposta mutuamente acordada. A administração da empresa-alvo apoia a aquisição. Em contrapartida, uma oferta pública de aquisição hostil ocorre quando a empresa adquirente faz uma oferta diretamente aos acionistas da empresa-alvo, sem o apoio da administração.

4. Quais as potenciais vantagens de participar numa OPA como trader?

Os comerciantes que participam numa oferta pública de aquisição podem beneficiar de potenciais oportunidades de lucro devido aos aumentos dos preços das ações, ao aumento da liquidez no mercado e às potenciais oportunidades de arbitragem resultantes de discrepâncias de preços.

5. Quais são os riscos potenciais para os comerciantes numa oferta pública de aquisição?

Os traders enfrentam riscos como incerteza e volatilidade nos preços das ações, riscos de timing e execução, fatores regulamentares e legais e oportunidades de negociação limitadas durante o período específico da oferta pública de aquisição.

6. Como podem os comerciantes manter-se informados sobre as ofertas públicas de aquisição?

Os traders podem manter-se informados acompanhando ativamente as notícias do mercado , monitorizando anúncios de licitações e atualizações regulamentares, conduzindo pesquisas aprofundadas sobre as empresas envolvidas e utilizando recursos como publicações financeiras e fontes online respeitáveis.

7. Que factores devem os comerciantes considerar antes de participarem numa oferta pública de aquisição?

Os traders devem considerar os seus objetivos de investimento, tolerância ao risco, estratégias de negociação preferidas, bem como realizar a devida diligência nas empresas envolvidas, analisar os termos e condições da oferta e manter-se atualizados sobre os requisitos regulamentares e potenciais implicações legais.

8. Como podem os comerciantes capitalizar as ofertas públicas de aquisição?

Os traders podem capitalizar as ofertas públicas de aquisição realizando pesquisas minuciosas, identificando potenciais oportunidades de negociação, analisando tendências de mercado e movimentos de preços e executando decisões de negociação bem informadas com base nas suas estratégias e objetivos individuais.

9. Existe regulamentação específica para ofertas públicas de aquisição?

Sim, as ofertas públicas de aquisição estão sujeitas a regulamentos e diretrizes definidos pelas autoridades reguladoras e pelas bolsas de valores para garantir justiça, transparência e proteger os interesses dos acionistas. Os comerciantes devem familiarizar-se com os regulamentos relevantes na sua jurisdição.

10. Qual a importância de ter um conhecimento abrangente das Ofertas Públicas de Aquisição?

Ter uma compreensão abrangente das ofertas públicas de compra permite que os traders reconheçam oportunidades potenciais, naveguem pelos riscos de forma eficaz e tomem decisões informadas durante eventos de ofertas públicas de aquisição. Aumenta a sua capacidade de capitalizar o ambiente de mercado dinâmico que rodeia as OPAs.

Desempenho passado não garante ou prevê desempenho futuro. Este artigo é oferecido apenas para fins de informação geral e não constitui conselho de investimento.

Experimente a plataforma premiada da Skilling
Experimente qualquer uma das plataformas de negociação da Skilling no dispositivo de sua escolha na web, Android ou iOS.
Inscrever-se