expand/collapse risk warning

O trading de produtos financeiros com alavancagem apresenta um alto risco e não é adequada para todos os investidores. Entenda os CFDs e avalie sua tolerância ao risco.

Negociar produtos financeiros com margem envolve um alto grau de risco e não é indicado para todos os investidores. Certifique-se de compreender totalmente os riscos e de tomar o devido cuidado para gerenciá-los.

Your capital is at risk.

Trading Terms

Derivados explicados: tudo o que você precisa saber

Derivados: Uma mesa com papéis brancos, canetas e outros instrumentos.

Derivados são instrumentos financeiros que oferecem aos investidores a oportunidade de obter valor de ativos ou títulos subjacentes, como ações, bonds, commodities e moedas. Estes instrumentos podem ser utilizados para diversos fins, incluindo cobertura, especulação e arbitragem. Os Derivados também podem ser customizados para atender às necessidades específicas de investidores ou empresas.

Capitalize a volatilidade nos mercados de ações
Posicione-se sobre a movimentação dos preços das ações. Nunca perca uma oportunidade.
Inscrever-se

Os três tipos mais comuns de derivados são:

  • Opções são contratos que concedem ao titular o direito, mas não a obrigação, de comprar ou vender um ativo subjacente a um preço predeterminado em ou antes de uma data específica. Isto permite aos investidores fixar um preço e proteger-se contra potenciais flutuações de preços no mercado.
  • Futuros, por outro lado, são contratos que exigem que o comprador ou vendedor compre ou venda um ativo subjacente a um preço e data específicos no futuro. Isto pode ajudar os investidores a gerir o seu risco e exposição aos preços em mercados voláteis.
  • Swaps são acordos entre duas partes para trocar fluxos de caixa com base em diferentes instrumentos financeiros, como taxas de juros ou moedas. Esses instrumentos podem ser usados ​​para gerenciar riscos, reduzir custos ou aumentar retornos.

Como funcionam os Derivados e para que são utilizados?

Os Derivados são um instrumento financeiro amplamente utilizado nos mercados para diversos fins. Uma das principais razões pelas quais são populares é para fins de hedging. Esta é uma estratégia que permite aos investidores reduzir o seu risco assumindo uma posição compensatória num ativo. Ao fazê-lo, os investidores podem limitar as suas perdas potenciais, mantendo ao mesmo tempo a exposição a ganhos potenciais. Por exemplo, um investidor que possui ações pode comprar opções de venda para se proteger contra um potencial declínio no preço das ações.

Além de hedge, esses instrumentos também são usados ​​para especulação. Isso envolve assumir riscos na esperança de obter lucro. Os Derivados podem ser utilizados para especular sobre a direção do movimento do preço de um ativo, permitindo aos investidores obter potencialmente lucro sem possuir o ativo subjacente. Por exemplo, um investidor que acredita que o preço do ouro aumentará pode comprar contratos futuros de ouro na esperança de lucrar com o aumento do preço.

Outro uso comum é para fins de arbitragem, estratégia que envolve aproveitar discrepâncias de preços em diferentes mercados. Os Derivados podem ser utilizados para tirar partido destas discrepâncias de preços, permitindo aos investidores obter potencialmente lucro sem assumir riscos significativos.

Os Derivados funcionam proporcionando aos investidores a capacidade de comprar ou vender um ativo a um preço especificado em uma data futura. Isto proporciona aos investidores a capacidade de cobrir o seu risco fixando um preço hoje, o que pode ser especialmente valioso em mercados voláteis. Por exemplo, um agricultor pode utilizar um contrato de futuros para fixar o preço da sua colheita antes da colheita, reduzindo o risco de flutuações de preços no mercado.

Para obter o melhor dessas estratégias, os traders costumam usar analise tecnica e outras ferramentas para identificar padrões em gráficos de preços e tomar decisões de negociação com base nisso.

O que os derivados oferecem que o investimento não oferece?

Os Derivados oferecem aos investidores vários benefícios que o investimento tradicional não oferece. Uma das maiores vantagens é, como antecipado no capítulo anterior, a capacidade de cobrir riscos. A cobertura envolve assumir uma posição que compensa o risco de outro investimento. Ao utilizar derivados, os investidores podem se proteger contra perdas potenciais no mercado, mantendo ao mesmo tempo a exposição a ganhos potenciais.

Por exemplo, considere um investidor que possui uma ação cujo valor pode diminuir. Eles poderiam adquirir uma opção de venda, que lhes dá o direito de vender as ações a um preço predeterminado, conhecido como preço de exercício, por um período específico de tempo. Se o valor da ação diminuir, o valor da opção de venda aumentará, compensando algumas ou todas as perdas da ação. Se o valor das ações aumentar, a opção de venda expirará sem valor, mas o investidor ainda se beneficiará dos ganhos das ações.

Além disso, os derivados podem ser utilizados para alavancar, permitindo aos investidores obter maiores retornos sobre o seu investimento do que obteriam com o investimento tradicional. A alavancagem envolve o uso de fundos emprestados para aumentar o retorno potencial de um investimento. Os Derivados proporcionam aos investidores a capacidade de controlar uma posição maior com um investimento menor, ampliando os ganhos ou perdas potenciais.

Por exemplo, os contratos de futuros permitem aos investidores controlar uma grande quantidade de um activo subjacente com um investimento relativamente pequeno. Isto significa que pequenos movimentos de preços no activo subjacente podem resultar em ganhos ou perdas significativas para o investidor. Embora a alavancagem possa aumentar os retornos potenciais, também aumenta o risco potencial, uma vez que as perdas também podem ser ampliadas.

Os investidores devem estar cientes dos riscos associados aos derivados e implementar estratégias eficazes de gestão de risco para proteger seus investimentos.

Experimente a plataforma premiada da Skilling
Experimente qualquer uma das plataformas de negociação da Skilling no dispositivo de sua escolha na web, Android ou iOS.
Inscrever-se

Como os Derivados variam entre os mercados?

Os Derivados são amplamente utilizados em diferentes mercados e as suas características podem variar muito dependendo do mercado.

Por exemplo: a negociação de opções é mais prevalente no mercado de ações, onde os investidores utilizam opções para especular sobre a direção do movimento do preço das ações ou para se protegerem contra perdas potenciais. Por outro lado, a negociação de futuros é mais comum no mercado de mercadorias, onde os investidores utilizam contratos de futuros para fixar o preço de uma mercadoria que planeiam comprar ou vender no futuro.

Além disso, os derivados podem ser negociados em exchanges ou over-the-counter (OTC).

Derivativos negociados em bolsa são contratos padronizados negociados em bolsas organizadas, tornando-os mais transparentes e fáceis de negociar.

Em contrapartida, os derivativos OTC são acordos customizados que são negociados entre duas partes e não são negociados em bolsas organizadas, o que os torna menos transparentes e mais complexos. Os derivados OTC incluem uma vasta gama de instrumentos financeiros, tais como opções personalizadas, swaps e contratos a prazo, concebidos para satisfazer necessidades específicas de investidores ou empresas.

É importante observar que a regulamentação da negociação de derivativos também varia entre os diferentes mercados e jurisdições. Em alguns países, a negociação de derivados é rigorosamente regulamentada e padronizada, enquanto noutros é menos regulamentada e mais complexa. Como resultado, os investidores devem estar cientes do ambiente regulamentar e das práticas de mercado antes de se envolverem na negociação de derivados.

Para concluir

Em conclusão, os derivados oferecem aos investidores uma vasta gama de vantagens, incluindo a capacidade de cobrir o seu risco e alavancar os seus retornos. Estes benefícios tornaram os derivados num veículo de investimento popular para muitos investidores, mas é importante notar que podem ser complexos e apresentar riscos significativos.

Embora os derivados possam proporcionar uma forma de gerir o risco e potencialmente aumentar os retornos, é importante compreender totalmente como funcionam e os riscos potenciais envolvidos antes de investir neles. Os Derivados requerem um certo nível de especialização e os investidores devem informar-se sobre os produtos derivados específicos nos quais estão interessados.

Os investidores devem considerar cuidadosamente os seus objetivos de investimento, tolerância ao risco e situação financeira antes de investir em derivados. Devem também estar cientes dos custos associados ao investimento em derivados, tais como comissões e taxas.

Devem ter uma compreensão profunda dos riscos e benefícios antes de investir em derivados e procurar aconselhamento profissional se não tiverem certeza sobre qualquer aspecto do investimento. Ao adotar uma abordagem cautelosa e educar-se sobre os riscos e recompensas potenciais, os investidores podem usar os derivados em seu benefício nos mercados financeiros.

Este artigo é oferecido para informação geral e não constitui conselho de investimento. Informamos que atualmente, Skilling oferece apenas CFDs.

Capitalize a volatilidade nos mercados de ações
Posicione-se sobre a movimentação dos preços das ações. Nunca perca uma oportunidade.
Inscrever-se
Experimente a plataforma premiada da Skilling
Experimente qualquer uma das plataformas de negociação da Skilling no dispositivo de sua escolha na web, Android ou iOS.
Inscrever-se