expand/collapse risk warning

O trading de produtos financeiros com alavancagem apresenta um alto risco e não é adequada para todos os investidores. Entenda os CFDs e avalie sua tolerância ao risco.

Negociar produtos financeiros com margem envolve um alto grau de risco e não é indicado para todos os investidores. Certifique-se de compreender totalmente os riscos e de tomar o devido cuidado para gerenciá-los.

Your capital is at risk.

Trading Terms

Crise bancária

Crise bancária: representação da imagem

As crises bancárias têm sido acontecimentos cruciais na história financeira, conduzindo muitas vezes a repercussões económicas significativas. Este artigo explora as causas das crises bancárias, examina casos históricos, responde a perguntas comuns e discute como plataformas como a Skilling podem ajudar os traders a compreender e navegar nestes eventos.

Experimente a plataforma premiada da Skilling
Experimente qualquer uma das plataformas de negociação da Skilling no dispositivo de sua escolha na web, Android ou iOS.
Inscrever-se

Por que acontecem as crises bancárias?

As crises bancárias geralmente acontecem por vários motivos. Muitas vezes, não existe regulamentação suficiente para manter os bancos sob controlo e os bancos podem correr demasiados riscos. Problemas económicos ou grandes mudanças repentinas na economia também podem causar estas crises. Às vezes, as pessoas começam a perder a confiança nos bancos e a retirar o seu dinheiro, o que agrava o problema.

Estas crises resultam tanto do que os bancos fazem internamente como do que está a acontecer na economia em geral. Os bancos podem fazer escolhas erradas ao emprestar dinheiro ou investir, pode haver erros nas políticas económicas ou demasiadas suposições nos mercados. Mesmo grandes acontecimentos inesperados na economia podem desencadear uma crise. É importante compreender estas razões para ver como os bancos que parecem estáveis ​​podem enfrentar problemas e causar grandes problemas no sistema financeiro. Os principais contribuidores incluem:

  • Práticas de empréstimo de alto risco: Os bancos às vezes se envolvem em empréstimos de risco, como oferecer empréstimos a mutuários com qualidade de crédito questionável, levando a altas taxas de inadimplência.
  • Bolhas de ativos: Empréstimos excessivos podem inflar os preços dos ativos, criando bolhas. Quando estas bolhas rebentam, podem levar a incumprimentos generalizados de empréstimos.
  • Desacelerações econômicas: As recessões podem levar ao aumento do desemprego e à falência de empresas, aumentando a inadimplência nos empréstimos.
  • Supervisões regulatórias: A regulamentação inadequada pode permitir que práticas bancárias arriscadas não sejam controladas.
  • Interconexão financeira global: Na economia globalizada de hoje, os problemas no sistema bancário de um país podem rapidamente se espalhar para outros.

Eventos históricos de crise bancária

As crises bancárias são acontecimentos complexos que podem ter efeitos de longo alcance na economia global. Compreender as causas, o contexto histórico e as respostas a estas crises é essencial para qualquer pessoa envolvida nos mercados financeiros. A história das crises bancárias inclui vários acontecimentos notáveis ​​que tiveram profundos impactos globais:

  • A Grande Depressão (1930): Desencadeada por uma quebra do mercado de ações e corridas aos bancos, levou a falências generalizadas de bancos e a uma grave recessão económica.
  • Crise de Poupança e Empréstimo (década de 1980): Causada por práticas de empréstimo arriscadas e desregulamentação nos EUA, levando ao fracasso de inúmeras associações de poupança e empréstimo.
  • Crise Financeira Asiática (1997): Iniciada pelo colapso do baht tailandês, levou a dificuldades financeiras generalizadas no Leste Asiático.
  • Crise Financeira Global de 2007-2008: Desencadeada pela crise das hipotecas subprime nos EUA, resultou em falências bancárias significativas e em recessão económica global.

Perguntas frequentes

1. Quais são os primeiros sinais de uma crise bancária?

Aumentos rápidos na inadimplência de empréstimos, quedas repentinas nos preços de imóveis ou de ações e um declínio na confiança dos consumidores e das empresas.

2.Como podem ser evitadas as crises bancárias?

Quadros regulamentares sólidos, práticas de crédito prudentes e uma gestão eficaz do risco por parte dos bancos são fundamentais.

3.Qual é o impacto de uma crise bancária na economia?

As crises bancárias podem levar a crises de crédito, redução do investimento, aumento do desemprego e abrandamento económico geral.

4. Como respondem os bancos centrais às crises bancárias?

Os bancos centrais podem reduzir as taxas de juro, injetar liquidez no sistema bancário e implementar políticas para estabilizar o sistema financeiro.

Navegando em crises bancárias com Skilling

Durante crises bancárias, é vital manter-se informado e compreender a resposta do mercado. Skilling apoia esta necessidade, oferecendo notícias econômicas e análises de mercado em tempo real, além de webinars educacionais. Estes webinars fornecem análises de eventos económicos atuais, incluindo crises bancárias, fornecendo aos traders comentários e informações explicativas. Podem ser um recurso inestimável para os traders que procuram compreender toda a extensão de uma crise e ajustar as suas estratégias de negociação de forma informada. Inscreva-se no Skilling hoje.

Qual é o seu estilo de negociação?
Não importa o campo de jogo, conhecer seu estilo é o primeiro passo para o sucesso.
Faça o teste

Este artigo é oferecido para informação geral e não constitui conselho de investimento. Informamos que atualmente, Skilling oferece apenas CFDs.

Experimente a plataforma premiada da Skilling
Experimente qualquer uma das plataformas de negociação da Skilling no dispositivo de sua escolha na web, Android ou iOS.
Inscrever-se
Qual é o seu estilo de negociação?
Não importa o campo de jogo, conhecer seu estilo é o primeiro passo para o sucesso.
Faça o teste